Neste post falaremos sobre as principais companhias aéreas do brasil que operam vôos para o SBPA em um breve resumo sobre o ano de cada uma, dando foco justamente às suas operações no aeroporto de Porto Alegre.

Avianca Brasil (ONE/O6)

Comandada pelo Grupo Synergy, a Avianca sofreu grandes mudanças e avanços ao longo de 2015. Em questão de frota mais de 4 aviões A320 vindos de fábrica em Toulouse vieram nacionalizar em Porto Alegre. A empresa substituiu os clássicos Fokker 100 pelos A318 em boa parte dos voos para POA, em seguida padronizou as operações com os A320, assim como Passo Fundo: antes era o Fokker 100 que fazia o voo com destino a GRU, hoje são os A318. Outro fato importante que ocorreu na empresa em 2015 foi o seu ingresso na Star Alliance, que trouxe mais duas aeronaves com pinturas especiais aos spotters de POA. Com a aposentadoria dos seus Fokker 100 (MK28), hoje a frota da Avianca é composta puramente de aviões Airbus dos modelos A318, A319, A320 e A330 (cargueiro).

Azul (AZU/AD)

Porto Alegre é um hub secundário da Azul. Além do fato de seus aviões fazerem manutenção nos hangares da TAP que são autorizados pela Embraer, POA é uma cidade ideal para suas rotas regionais e domésticas. A Azul é a companhia aérea que mais opera vôos no RS. Os voos saem de POA com destino a Pelotas, Santa Maria e mais recentemente para Uruguaiana, e além disso a empresa anunciou que pediu para operar em Santo Ângelo. No início do ano, a companhia cancelou os voos entre Porto Alegre e Passo Fundo. Com o recebimento de novos ATR modelos 72-600, a empresa esta expandindo cada vez mais os destinos no estado. Além de que essas novas aeronaves possuem um tecnologia que as converte de pax para cargueiro em pouco tempo, assim operando o voo cargueiro para GRU à noite e retornando de manhã cedo para recolocação das poltronas para as rotas de passageiros. Recentemente a empresa inaugurou sua nova rota na alta temporada com destino a Punta del Este, que pelo menos nessas últimas semanas tem sido satisfatória. O voo é operado pelos ATR 72-600, configurados para 70 passageiros. Após a retirada dos E-175 e ATR42/72-500 (ex-TRIP) da malha , a empresa possui uma frota padronizada de mais de 100 aeronaves dos modelos ATR 72-600, Embraer 190, Embraer,195 e Airbus A330. A partir de 2016 espera receber seus primeiros A320 NEO.

GOL (GLO/G3)

POA sempre foi uma cidade importante para suas operações pela proximidade de países do cone sul, como Argentina e Uruguai. No ano de 2015 a empresa fechou com um prejuízo bilionário. Porém a empresa fez grandes mudanças como a nova marca, novo interior de suas aeronaves com poltronas de couro. Novo serviço de bordo com um snack gratuito e a adaptação em alguns B737-800: trata-se dos novos winglets para os aviões que fazem as rotas de longo alcance, como por exemplo as pro EUA (com escala no Caribe). Esse ano a Gol recebeu 5 aeronaves novas sendo 2 B737-700 (ex-Anadolu Jet), que foram revisados e pintados em POA nos hangares da TAP ME e outros 3 B737-800 vindos direto da fábrica da Boeing. Outro ponto importante em relação à Gol com POA são seus voos agora na alta temporada para o Nordeste.

TAM (TAM/JJ)

Líder no mercado doméstico e internacional do Brasil, a TAM (em breve conhecida definitivamente como Grupo LATAM) neste ano divulgou a nova marca do grupo, que começará a estar nas pinturas dos aviões em 2016. A empresa também anunciou a construção de um Centro de Manutenção no aeroporto internacional de Guarulhos. O principal acontecimento com a empresa em 2015 foi a entrega do primeiro A350 das Américas para a empresa brasileira que irá operar a rota GRU-MAO-GRU e mais além, em 2016, inicia os vôos para o exterior. A empresa está aposentando seus A330 que estão sendo substituídos principalmente pelos B767-300ER. O plano de frota internacional do Grupo Latam é que ela seja composta por B767, B787 e A350.
Mas agora em relação a POA: a empresa recentemente inaugurou uma base na capital gaúcha para sua tripulação, e na alta temporada está operando vôos charters para o Nordeste com os A320. E no começo desse ano o voo semanal GRU-POA-GRU, operado pelos A330, parou de ser operado por esse modelo.